O que fazer em Foz do Iguaçu – o lado argentino das Cataratas – Parte II

Agora que você já leu nosso primeiro post sobre o lado argentino das Cataratas, sabe chegar e como funciona o transporte lá, então vamos falar sobre o qu;e interessa mesmo: os passeios! Aqui vamos contar 3 dos principais passeios que existem lá o Paseo Inferior, Paseo Superior e Garganta do Diabo. Como a Garganta do Diabo é a mais longe, nós começamos por ela. Então vamos lá!

Garganta do Diabo (Garganta del Diablo)

Tudo dentro do parque é muito bem indicado. Mesmo que você nunca tenha visitado (como era nosso caso), é bem fácil se localizar lá dentro. Para iniciar este passeio, você deverá pegar o Trem da Selva até a última estação, a Garganta del Diablo. Descendo da estação, logo você verá placas indicando o início da trilha. A trilha é toda feita caminhando numa ponte de ferro de cerca de 1100m (o passeio completo é de 2200m, ida e volta), construída por cima do Rio Iguaçu. Você caminha literalmente por cima dos rios e dentro da natureza.

DSC08245
o início da trilha

O passeio é super tranquilo e você vê pessoas de todas as idades. Aproveite a linda paisagem e tire muitas fotos.

DSC08253
quaaaase chegando

No final da trilha você já começa a enxergar a Garganta do Diabo e a sentir a leve garoa, que é constante mais próximo às Cataratas. Portanto, é recomendável levar uma capa de chuva. Quando você chegar no final da trilha é certo que você vai se molhar, mesmo que não esteja chovendo naquele dia.

DSC08258
a Garganta do Diabo

Quando você chega ao final da trilha, a paisagem é realmente linda e impressionante. A vista que você tem do lado argentino e a sensação são muito diferentes do lado brasileiro, pois na Argentina você consegue chegar muito mais perto da Garganta do Diabo. Como nós fomos num feriado, o parque estava bastante movimentado, então era necessário um pouco de paciência para esperar a sua vez de tirar foto, mas a espera certamente vale muito a pena.

DSC08267
a vista é espetacular

Paseo Inferior

DSC08276

Após visitar a Garganta do Diabo, voltamos de trem até a parada intermediária (Cataratas) e fizemos a trilha inferior, com 2500m de distância. Como falei no post anterior, é preciso estar preparado para muita caminhada ao visitar as Cataratas. A trilha inferior é um pouco mais cansativa que a da Garganta do Diabo, mas é muito bem indicada e há locais para sentar e descansar. Durante a trilha, você vê paisagens muito lindas do Rio e da natureza que há no Parque.

DSC08281

A trilha acompanha o rio que chega até a Garganta do Diabo e passa também por outras cachoeiras dentro do parque.

DSC08282
a vista da cachoeira da trilha inferior e, acima, a trilha superior passando por cima da cachoeira

Na metade da trilha vimos uma das vistas que mais me emocionou e uma das mais lindas que já vi. Há um ponto desta trilha onde você tem uma vista geral do rio e ao fundo quase toda a extensão das Cataratas. É realmente inacreditável. Veja você mesmo 🙂

DSC08298
lindo, não???

E ao final da trilha, pegue sua capa de chuva novamente, pois você chegará bem perto das cachoeiras, desta vez vendo-as de frente, e não por cima.

Paseo Superior

Após finalizar a trilha inferior, seguimos uma placa que indicava a trilha superior. Você encontrará várias pelo caminho. A trilha superior passa basicamente pelos mesmos locais da inferior, porém através de uma ponte de ferro e com uma visão de cima das cachoeiras que você havia visto de baixo. É muito legal, mas sinceramente é a que menos me emocionou, apesar de valer a pena a caminhada.

DSC08331
a vista de cima das cachoeiras
DSC08336
e o arco-íris 🙂

Ao final da trilha, você chega exatamente na parte superior das cachoeiras que você viu na trilha inferior, onde começam as quedas d’água. É muito legal, mas achei as outras vistas ainda mais lindas.

DSC08343

Além destes, há vários outros passeios e pequenas trilhas no parque, mas contamos aqui os principais. Espero que tenham gostado e que tenham a oportunidade de conhecer também. 🙂

No próximo post sobre Foz do Iguaçu, contaremos sobre o parque brasileiro. Até mais!

Anúncios

8 comentários sobre “O que fazer em Foz do Iguaçu – o lado argentino das Cataratas – Parte II

  1. Garganta do Diabo é realmente impressionante.
    Infelizmente os Hermanos ficaram com a parte melhor mesmo.. a vista do lado deles são mais impactantes.
    Você chegou a fazer o passeio de barco do lado argentino? e do lado brasileiro?
    Eu achei os dois praticamente iguais.. pena que do lado brasileiro é bem mais caro (pra variar).
    Em breve devo escrever sobre essa minha viagem. Fui agora no feriado.

    Boas Viagens..

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s