O que fazer em Foz do Iguaçu – o lado argentino das Cataratas – Parte I

No post de hoje vamos começar a contar sobre nosso passeio ao lado argentino das Cataratas. É um passeio que vale muito a pena! A infra-estrutura do parque não é tão boa quanto a do lado brasileiro, mas na minha humilde opinião as vistas das Cataratas são mais bonitas do lado dos hermanos 🙂

DSC08298

Bom, primeiramente adianto que para aproveitar ao máximo lá você irá precisar no mínimo um dia inteiro. Nós ficamos lá um dia inteiro, e mesmo assim não vimos tudo o que há. Mas foi suficiente para ver o principal. 

Como ir (de ônibus)

Nosso hotel (que já falamos aqui) era bem próximo ao TTU (Terminal de Transporte Urbano) de Foz, então fomos caminhando até ali (ele fica bem no centro da cidade e quase todos os ônibus passam por lá). Na rua lateral do TTU é onde você irá pegar o ônibus até Puerto Iguazu. As empresas que fazem o trajeto são a Viação Itaipu, Celeste (grupo Pluma), Crucero del Norte e Tres Fronteras. Na frente do ônibus estará escrito Puerto Iguazu – Argentina, não tem erro! A passagem custa em torno de R$ 4,00 e você pode pagar em reais ou pesos argentinos.

Neste ônibus você irá cruzar a fronteira, então é importante ter RG ou passaporte em mãos. Você irá descer do ônibus na aduana, fazer a imigração e então entrar no ônibus novamente. Lembre de guardar seu ticket do ônibus, senão você será cobrado novamente.

Uma dica importante: ao lado da aduana há uma casa de câmbio. Se você já não tiver pesos argentinos, é importante trocar, pois o parque só aceita pagamento nesta moeda.

É importante ficar atento aos horários. O primeiro ônibus sai do Brasil às 7h45 e o último às 18h15. Na volta, o primeiro ônibus parte de Puerto Iguazu às 7h30 e o último por volta das 19h. Este ônibus irá lhe levar até a rodoviária de Puerto Iguazu e lá você irá pegar outro ônibus até as Cataratas

foto25
ônibus Rio Uruguai – até as Cataratas

O ônibus que vai até as Cataratas é o Rio Uruguay. Você pode comprar a passagem no guichê 23. Quando fomos, em setembro de 2015, custava 25 reais ou 100 pesos, ida e volta. Ele irá lhe levar até a entrada do parque. Para garantir, pergunte ao motorista qual o último horário da volta. Guarde o bilhete da volta!!!

No final do dia, você irá fazer o mesmo trajeto. Do parque até a rodoviária no ônibus Rio Uruguay, e da rodoviária até Foz do Iguaçu no de R$ 4,00.

 

A entrada no parque

O parque argentino abre diariamente das 8h às 18h, sendo que os ingressos são vendidos até às 16h30. Não são aceitos cartões de crédito ou débito, os ingressos devem ser pagos somente em espécie e custam $200 pesos argentinos para residentes no Mercosul (como falei anteriormente, eles não aceitam outras moedas, somente pesos argentinos). Veja abaixo a tabela completa de preços.

tarifario-01-up

O Trem da Selva

No parque argentino você tem 2 opções de deslocamento: caminhar muito ou caminhar muito mais. Se você escolher a opção caminhar muito, você pode utilizar o Trem da Selva, um trenzinho com 3 estações que ajuda no deslocamento dentro do parque.

DSC08240
Estação Central

O trem tem seu ponto de partida na Estação Central, próxima à entrada do parque e das lojas e principais restaurantes. Ali se encontra o acesso ao “Sendero Macuco”, uma trilha que leva até a cachoeira Arrechea (não fomos até lá…). Da Estação Central partem trens a cada 15 ou vinte minutos, dependendo da demanda.

A estação intermediária é a Cataratas, da qual se tem acesso aos circuitos Superior e Inferior e à travessia da Ilha San Martín. A última estação é a Garganta do Diabo, onde começa a passarela de 1100 metros de comprimento que leva à própria (Garganta do Diabo).

DSC08241

Você encontrará vários quatis durante a sua visita ao parque. Você verá várias placas no parque avisando para não alimentá-los, mas eu repito: NÃO alimente os quatis, e não marque bobeira com a sua comida. Eles gostam muito de atacar a comida das pessoas e ficam em volta quando você está comendo. Não é necessário ter medo deles, só é preciso tomar cuidado para que eles não tentem roubar sua comida. Então, não ande com sacolas com comida, coloque na sua mochila ou bolsa, em um local onde eles não alcancem. Nós vimos um grupo de quatis atacar a sacola de uma pessoa e rasgá-la.

DSC08243
eles ficam rondando os locais com comida…

Agora você já sabe como ir e como andar pelo parque. No próximo post contaremos sobre os passeios lá dentro! Fique ligado! 🙂

Anúncios

2 comentários sobre “O que fazer em Foz do Iguaçu – o lado argentino das Cataratas – Parte I

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s